terça-feira, 5 de janeiro de 2010



"No mundo ordinário, mantemo-nos apressadamente ocupados e preenchemos cada minuto livre do nosso cotidiano com algum tipo de diversão - trabalho, computadores, televisão, filmes, rádio, revistas, jornais, esportes, álcool, drogas, festas. Talvez nós nos deixamos distrair porque olhar para nós mesmos nos faz deparar com a nossa falta de sentido, nossa infelicidade e nossa solidão - e com a dificuldade, a fragilidade e a inacreditável breviedade da vida. Pascal deve ter acertado ao observar que 'se a nossa condição fosse de felicidade verdadeira, não teríamos a necessidade de nos distrair de ficar pensando sobre ela... a única causa da nossa infelicidade é que não sabemos ficar tranquilamente sentados no nosso quarto' ".

trecho do livro 'Deus em questão C.S. Lewis e Freud debatem Deus, amor, sexo e o sentido da vida' - de Armand M. Nicholi, JR







um milênio sem postar =D 
quando posta, copia /o/

agora acabaram-se as provas, vou vir aqui com mais frequência... Abraaaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário