segunda-feira, 13 de setembro de 2010

ponto de vista

A realidade ao nosso redor não é formado pelo que as coisas são.  Mas, como as coisas se apresentam e são significadas a partir de nosso imaginário.  Uma árvore para uma visão de mundo biológica não passa de um ser-vivo do reino vegetal; para um andarilho, sombra; para um poeta, inspiração.  

A questão não é afirmar o que as coisas são em si.  Não é essencialismo.  Mas, se carregamos a vida com um sentido que nos humanize.

Neste ponto, ver o mundo sob a ótica do evangelho, significa admitir a radicalidade da encarnação de Cristo, que entrou no mundo como "verbo de Deus" enchendo cada homem que se une misteriosamente a Ele, com imaginário apropriado.


Igor Miguel - www.teologo.org - @igorpensar
Soli Deo Gloria!


Nenhum comentário:

Postar um comentário