sábado, 5 de fevereiro de 2011

Abigail era uma pata pobre. Feliz até na tristeza, cantarolava com seus filhotes que a primavera iria voltar. O pombo, o pônei e o pinguim não entendiam o porquê de sua esperança e latiam entre si -essa pata tem problema.
Eram todos prisioneiros alienados, Abigail porém, regozijava-se em fazer sopa de feijão para o patão, plantar e colher girassóis e limpar o chão da Igreja. 


Abigail ía contra a cultura.

2 comentários: