quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Minduim missional

Quem me conhece um pouco sabe da minha paixão por quadrinhos... Confesso que pouco conheço a turma do Charlie Brown, não sei o motivo de ter ignorado essa belezura por tanto tempo, mas poder me identificar com essa negada melancólica mesmo depois de velha tem sido muito bom. Talvez eu agora entenda um pouco mais da cosmovisão do autor e enfim, eis que tudo fez sentido =) Sente o drama:

















Alhambra

Queria tocar os sinos
Da majestosa catedral
Pensei em compor os hinos
Pintar as faces do vitral
Mas tu me fizeste olhar o chão
E repintar os rodapés
Silenciar em meio à sombra do jardim
E foi assim que eu aprendi
A aguardar o tempo bom
A viração do vento sul
O recomeço da estação
Para plantar, para regar, para podar
Para sonhar o renascer da floração
Perto da terra, umedecer
Em meio à horta, serenar
Tua vontade obedecer
.
Um dia a tristeza disse
Que eu nunca mais seria alguém
Melhor que eu me demitisse
Pulasse deste velho trem
Mas tu me fizeste olhar o céu
E eu comecei a ver melhor
Ver teu amor a envolver a minha dor
E me fazer voar além
Da torre desta catedral
Ares de Allambra, luz e bem,
Logo depois de Portugal
Beira de rio, onda do mar, vento mais frio
Luz do luar, perto da Estrela D’alva
Pra ver a Terra amanhecer
E com o sereno repousar
Onde tua mão me colocar
(Gerson Borges & Gladir Cabral)


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Ovos Voadores


    O problema real da vida cristã aparece onde as pessoas normalmente não o procuram. Ele aparece no instante em que você acorda cada manhã. Todos os desejos e esperanças para o dia correm para você como animais selvagens e a primeira tarefa de cada manhã consiste simplesmente em empurrá-los todos para trás; em dar ouvidos a outra voz, tomando aquele outro ponto de vista, deixando aquela outra vida mais ampla, mais forte e mais calma entrar como uma brisa. E assim por diante, todos os dias. Mantendo distância de todoas as inquietações e de todos os aborrecimentos naturais, protegendo-se do vento.
    No começo, nós somos capazes de fazê-lo somente por alguns momentos, mas então o novo tipo de vida estará se propagando por todo o nosso ser, porque então estamos deixando Cristo trabalhar em nós no lugar certo. Trata-se da diferença entre a tinta, que está simplesmente deitada sobre a superfície, e uma mancha que penetra na parede.
    Quando Cristo disse "sede perfeitos", quis dizer isso mesmo. Ele quis dizer que temos que entrar no tratamento completo. Pode ser duro para um ovo se transformar em um pássaro; seria uma visão deveras divertida, e muito mais dificil, tentar voar enquanto ainda se é um ovo. Hoje nós somos como ovos, mas você não pode se contentar em ser um ovo comum, ainda que decente. Ou sua casca se rompe ou você apodrecerá.

C.S Lewis - Cristianismo Puro e Simples

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Esclarecendo

    Em quatro anos de caminhada, passei por quatro ministérios distintos. Não me orgulho disso; quando olho pra trás friamente, me vejo nas tristes estatísticas das migrações evangélicas atuais, mas reconheço em tudo a soberania de Deus e enxergo também seu cuidado, carinho e tratamento em todos os lugares que passei.
    Ao contrário do que a fofoca gospel prega, não estou em pecado, não sou rebelde e não me desviei. Retornei a ortodoxia cristã sim e isso não é um regresso.
    Confesso ter me deixado levar pela emoção, ter me desviado da doutrina da trindade, ter reduzido a fé a um dualismo pobre e também ter desprezado o cristianismo histórico. Lamento por ter induzido alguns dos meus irmãos a erros doutrinários e peço perdão publicamente ao Corpo de Cristo.

Em coro com a Igreja eu declaro:

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, Criador do Céu e da terra.
Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo; nasceu da virgem Maria; padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; ressurgiu dos mortos ao terceiro dia; subiu ao Céu; está sentado à direita de Deus Pai Todo-poderoso, donde há de vir para julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja Universal; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo; na vida eterna.


    Este texto era pra ter sido publicado há pelo menos um ano. Por favor, me procure caso algo não tenha ficado claro.

    No amor de Jesus Cristo,

Daniela Bianchin Betti

Sábado na balada
A galera começou a dançar
E passou a menina mais linda
Tomei coragem e comecei a falar
Nossa, nossa
Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego
Delícia, delícia
Assim você me mata
Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego

Vinícius de Moraes

treta maluca

Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. 
1 Pedro 2:21-22

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Graça


"Senhor Jesus Cristo, tu és  minha justiça,
eu, porém, sou teu pecado:

Levaste sobre ti o que é meu,
e deste a mim o que é teu.

Tomaste sobre ti o que não eras,
e deste a mim o que eu não era."

Lutero

Lamentações de Wolterstorff


Bem aventurados os que choram porque serão consolados - Mateus 5:4

    Dizem que homens devem ser fortes e que a força de um homem, em meio a desgraça, se percebe em sua face sem lágrimas. Mas como celebrar uma estóica ausência de lágrimas? Como insistir em nunca externar o que dentro está sangrando? Será que suportar chorando não requer tanta força quanto nunca chorar? Por que devemos sempre esconder o nosso sofrimento? Não devemos, por vezes, permitir que as pessoas o vejam e participem dele? Por que é tão importante parecer forte? Fui agraciado com a força para suportar, mas fui agredido e ferido, gravemente ferido. E feridas são desagradáveis, eu sei, causam repulsa. Mas será que elas devem ser escondidas? 
    A propósito, o que você diz a alguém que está sofrendo? Algumas pessoas são dotadas de palavras de sabedoria. Por elas, somos profundamente gratos. Mas nem todas são assim, algumas delas falam sem pensar, coisas estranhas, sem nexo. Tudo bem, nem sempre as palavras têm de ser sábias. No final das contas, a intenção com que se fala é mais importante do que as palavras pelas quais se fala.
    Bom, se você não imagina algo para dizer, diga apenas “Não sei o que dizer, mas quero muito que você saiba que estou solidário com seu sofrimento.” Ou então apenas abrace, simples assim. Mas, por favor, não diga que a morte não é realmente tão má, porque é sim! A morte é terrível, demoníaca. Se você pensa que seu dever como amigo é me dizer que “realmente, considerando todos os ângulos, as coisas não são tão más assim” você não se aproxima de mim e de minha angústia. Pelo contrário, você se coloca muito distante de mim. E a essa distância, você em nada me ajuda. O que necessito ouvir de você é que de fato você reconhece o quanto a morte é dolorosa e que você realmente está comigo em meu desespero. Para me confortar, você tem de chegar perto de mim. Venha aqui, sente-se ao meu lado, no meu banco de luto. Venha olhar o mundo através das lágrimas. Talvez você veja coisas que jamais veria com os olhos secos.

Lamentação escrita pelo filófoso Nicholas Wolterstorff, na ocasião em que seu filho Erie, de então 25 anos, morreu tragicamente num acidente de aupinismo na Áustria.