quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O utopista


Ele acredita que o chão é duro
Que todos os homens estão presos
Que há limites para a poesia
Que não há sorrisos nas crianças
Nem amor nas mulheres
Que só de pão vive o homem
Que não há um outro mundo.


Murilo Mendes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário