sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Autênticos discípulos de Jesus reconhecem que rotular discípulos em autênticos ou não de acordo com suas fragilidades não faz o menor sentido, já que tudo é graça, o que não gera neles condescendência com o pecado, mas constrangimento pelo amor imerecido de um Deus santo. 
É Ele quem nos chama, quem nos redime, quem nos justifica e nos santifica. Ainda que em passos vacilantes e marcados pelo pecado original, ainda que feridos, ainda que sozinhos, discípulos de Jesus são verdadeiramente humanos e admitem que somente por graça, aquele que em nós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Jesus Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário